quarta-feira, 26 de novembro de 2008

A direção da bússola

Esse texto não diz respeito a mim
[embora no fundo diga respeito a todos nós],
é dedicado a uma pessoa muito querida, sensível, corajosa,
que enfrentou o céu e a terra pelo direito de escolher.


Sou julgada por valores que não são meus. As métricas que me avaliam distorcem o que me cerca. Qualidades? Viram defeito! Os defeitos? Viram tragédia.

Onde quer que eu vá há um molde me esperando. Um rótulo, um gênio, que em vez de lustrar sua própria lâmpada traça planos infalíveis para fazer brilhar a minha. São vozes sem timbre, rostos sem face. Qualquer tipo de lei não-democrática, eleita pela vontade de um só mas se achando no direito de reger o mundo. Gritam diretrizes, recomendações. São frases, silêncios: reprovações!

Tentam me esculpir, como seu eu fosse efêmera, obra inerte e inacabada à procura do grande mestre [como se eu precisasse de finalização]. Como se TODOS, além de mim, fossem mestres [como se todos os mestres fossem eu]. Fabricam mapas para traçar o meu caminho, como se toda bússola não apontasse para o norte, como se todo umbigo não apontasse para o dono...

Qualquer um tem solução para os meu problemas e a maioria vê problema onde não tem. Se aplicassem em si mesmos todas as fórmulas que me ditam quem sabe disfarçariam melhor a impressão de que não passam de rudes infelizes ditando instruções engessadas de felicidade.

Enquanto isso, eu vivo! Vitórias ou fracassos? Não importa! Sigo o meu trajeto, o meu instinto. Às vezes abrindo trilhas, outras vezes só indo adiante... Se os frutos serão doces ou amargos não faz diferença. Onde quer que eu os prove terei a certeza de que a paisagem ao fundo não é não é cenário! Ajudei a pintá-la com as cores de que gosto: fui eu que a escolhi para mim!

Comentários
35 Comentários

35 comentários :

J.F. Marques disse...

"Enquanto isso, eu vivo! Vitórias ou fracassos? Não importa! Sigo o meu trajeto, o meu instinto."
Gostei do texto em todo, mas essa parte ai foi bastante significante. Parabéns.

Hugo disse...

Vitorias e fracassos realmente não importam.. mas sim que importa é tentar...

www.blogdohugo.com

Diógenis disse...

Liberdade é a melhor coisa que nós temos, seja ela como for. Porém aos poucos não somos mais nós mesmos, aos poucos essa liberdade vai acabando, aos poucos vamos morrendo, por dentro, não fisicamente, e sim mentalmente e espiritualmente, são textos como esse que refletem a esperança, a individualidade e liberdade de cada um. ;)

www.fator-d.blogspot.com
passa lá...

Atualizei !

Denise disse...

Amei o texto... simples e objetivo...
VIVO!

Airton disse...

bom ficou legal viu....o começo fico bem intenso...''julgada por valores que não sao seus''

isso me lembra o conceito de status que aprendi na facu hehe

amandaedalete disse...

A minha teoria é simples é curta!
''Não cruze os braços diante de uma dificuldade, pois o maior homem do mundo morreu de braços abertos!''

Chimia Man disse...

Vitórias e fracassos são a nossa vida!

E realmente na parte do texto que discute que todos tem solução para os problemas dos outros , concordo em ser esse um grande mal que faz com que as pessoas olhem mais a sua volta do que pro seu interior

Luana disse...

Nossa seu blog é muito gostoso de ler,muito bom amiga.

O "Sábio" Niestévisky disse...

Otimo texto, além do conteúdo muito bom, está muito bem escrito. Adorei. Abraço.

Homenzinho de Barba Mal feita disse...

Esse seu texto me fez lembra o texto do escritor Libanês: Khalil Gibran.
O texto se chama "Mundo Perfeito" se encontra no livro "O Louco".
Ele faz essas mesmasperguntas, sobre as pessoas.


http://hdebarbamalfeita.blogspot.com/

Flávio Voight disse...

Qualquer texto que fale de seguir instinto merece um comentário meu. Parabéns =)

marceloclash disse...

Fracassos não impendem a gente de continuar tentando as vitórias, precisamos olhar mais pros lados e ver que o mundo precisa que acreditemos em nós mesmo.


http://papodomarcelo.blogspot.com/

Marcel disse...

adoro o seu blog, Ellen.
Essa pessoa, a qual vc dedicou este texto, deve estar orgulhosa com certeza.

Meus parabéns!

Vanessa Lee disse...

Sempre querem colocar lenha na nossa fogueira ou meter o bedelho em nossas vidas, né?

Quem vive a base do julgo de outrem deixa de viver prá agradar!

http://lasanhadeabobrinha.blogspot.com/

Ana Lucia Nicolau disse...

adorei!acho que as conquistas felizes da vida partem de atitudes como essas que você mencionou
idependente de viórias ou fracassos é necessário abrir trilhas, ir adiante, nem nunca esquecer de çpintar cores deque se gosta...

Amisadai disse...

parabéns pelo blog
está legal

Anônimo disse...

Muito bem! Excelente...

http://mundofilosofico.blogspot.com

mateusbonez disse...

Encorajador e eficaz :D

http://tiomah.blogspot.com/

Lari disse...

Pessoas que não conseguem controlar suas próprias vidas querendo controlar as nossas.

O texto está ótimo, parabéns!

http://www.lari-landia.blogspot.com/

Veiga disse...

mt bom, como sempre...

Hasso disse...

Texto muito bom, gostei dele.
Realmente, viva, é o melhor a fazer, ficar se preocupando com o que o povo fala, só vai atrasar sua vida.

http://desastregrafico.blogspot.com

disse...

A sociedade nos impõe regras o tempo todo.
Se seguimos, muitas vezes ficamos infelizes.
Se não seguimos, somos tidas como louca, fora dos padrões, ovelha negra.
E aí? Ser ou não Ser??

Belo texto

Abços

Tiago Sant'Ana disse...

Adorei o texto!

No final das contas, para as outras pessoas mudarem, nós temos que mudar também!

Boas reflexões!

Tiago Sant'Ana
www.jornalistadepeso.blogspot.com

Conto atômico & cômico disse...

e é isso! Let it be, deixe estar.. que a vida se ajeita...



LET TI BE

Diego disse...

É uma coisa que TODOS nós sentimoss,mas não paramos para refletir sobre...

Mayna disse...

Excelente reflexão!

Mudanças são necessárias, mas quando partem de nós mesmos e não quando são impostas pela sociedade.

http://maynabuco.blogspot.com

Amandinha disse...

É, adooorei esse texto.
Me indentifiquei em muitas partes!
O teu blog é bem legal!

(do orkut)

visita?
http://amandaml.blogspot.com/

Mr. e Mrs. Ironia disse...

Ironia do destino: é preciso fracassar, para se [re]conhecer a vitória.

Teus textos são inspiratoriamente belos!

Paulo Fernando disse...

Um ótimo texto para iniciar o dia. "Liberdade, liberdade, abre as asas sobre nós...". E nós, humanos, voamos junto dela. rs

Bjos, minha querida

Claudemir disse...

Legal a mensagem, devemos seguir a nossa vida independente da opinião das outras pessoas.

Andrea Vaz disse...

Um blog de ótima reflexão e análise!
Gostei e continue postando.

http://rascunhosdeandreavaz.blogspot.com

Letícia disse...

Ellen, vc escreve tão bem que chega a dar raiva! hehehehe Mas dá muito gosto tb de te ler.
Quanto a escolhas, se não as fizermos de acordo com nossos próprios ditames, deixamos de ser quem somos. Há que escolher sempre, a cada minuto. Que seja pelo que nos beneficia.
Beijo grande pra vc!

Blog do Camelo disse...

Concordo com um dos colegas ai... tem sempre alguém querendo cuidar de nossas vidas não é ?? e fazer o que ?? huahuauhha, deixe que cuidem q pensem q falem hehe ...

Esconderijo disse...

Estou aqui de novo e, mais uma vez, achei brilhante seu texto. Na verdade, uns dos melhores que eu já li nesse mundo dos blogs. Parabéns.

Colocarei o link do seu blog no meu blog, ok?

http://escondidin.blogspot.com/

Um abraço>

Marcelle Lins disse...

Aquii dinovoo !!
uhasuhasuha..

Gosteii muito da síntese, principalmente qndo vc disse: "São vozes sem timbre, rostos sem face". Isso me lembrou um texto de Clarice Lispector. É triste pensar que algumas pessoas vivem apenas para rir da infelicidade alheia...

Enquanto isso, assim como você, eu vivo!

Beijão pra Ti.

(Postagem nova: Chutando o Pau da Barraca - www.maisq1historia.blogspot.com)

Sejam bem-vindos ao facetas!

................TODOS OS TEXTOS DESSE BLOG SÃO AUTORAIS............

Resolvi utilizar este espaço para divulgação de trechos de alguns trabalhos meus... Espero que vocês apreciem. Críticas e comentários serão muito bem-vindos, sobretudo críticas!

Se você já leu o texto acima não fique tímido: fique à vontade para comentar em outras postagens!