quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Desculpe a INTROMISSÃO

Como já havia dito, meu pai adorou o post Liberdade à prestação.
Dias depois me enviou por email uma releitura daquela postagem em suas palavras...
achei fantástico! E ele me autorizou a publicar aqui.
Mantive o mesmo título do email
porém destaquei em letras menores os acréscimos que eu mesma fiz ao texto.
Se quiserem ler somente os pensamentos do meu pai, simplesmente deletem meus grifos.
[é a única liberdade que dou a vocês por enquanto, rsrs]
Sei não, acho que eu e meu pai formamos uma belíssima parceria!!

Meu mundo, no fundo, parece falso. Sou parte de um cenário que alguém montou para mim. O bairro onde moro, embora ótimo, não o planejei. Já existia antes de eu nascer como espaço destinado a pessoas como eu.

"'Pessoas como eu’? Pessoas que foram tiradas de algum lugar para serem livremente obrigados a morarem em um conjunto habitacional, onde só se vê gente por todos os lados. Gente sem perspectiva, sem esperança, sem trabalho, sem orgulho, sem transporte, sem diversão.

Pessoas como eu não existem para os governos. Pessoas como eu têm que viajar em ônibus atrasados, gozando da maravilha de se equilibrarem espremidas dentro de ônibus mal-conservados que enguiçam sempre.

Pessoas como eu têm a liberdade de só poderem seguir a única avenida que liga a zona oeste à cidade, por isso sempre engarrafada. Das seis às dez da manhã, das cincos às oito da noite o engarrafamento é certo e ninguém vê isso, nem PREFEITOS, nem GOVERNADORES e nem PRESIDENTES.

Gente como eu enxerga que os prefeitos e governadores, já ligaram a zona sul aos principais pontos de saída do Rio de Janeiro, através dos túneis Santa Bárbara e Rebouças, ligando a Ponte Rio Niterói, a linha vermelha, que por sinal liga ao Aeroporto Internacional, à Rod. Washington Luís e a Rod. Pres. Dutra. A Barra e o Recreio, também têm a linha, só a zona oeste não pode se ligar com nada, pois os prefeitos não querem.

Não vemos os prefeitos e governadores falando em ligar a zona oeste ao centro através da duplicação da Av. BRASIL, seja através de um corredor exclusivo para ônibus,
seja de qualquer outro modo mirabolante. Isso, gente como eu não ouve falar.

Gente como eu conhece centenas de pessoas que perderam seus empregos por chegarem atrasados devido a problemas de transporte e milhares de pessoas que não arrumam empregos por morarem onde moram. Vêem seus (nossos) filhos caminhando para o tráfico, caminhando para os bailes FUNKS, onde aprendem coisas que só deveriam aprender bem mais tarde, danças ERÓTICAS,
desrespeito ao sexo feminino [isso nem deveria ser ensinado!] e muitos palavrões bem pesados. Gente como eu está cansada de ver pessoas que perderam seus empregos, pessoas que não arrumam empregos, se envolvendo com o “TRÁFICO”.

E depois reclamam que há muitos bandidos. Dêem-lhes empregos e aí não haverá mais bandidos, dêem-lhes um bom transportes em vias livres, e não haverá mais bandidos.

Gente como EU só entram em estatísticas de crime. INFELIZMENTE.

Desculpe a INTROMISSÃO."

[re-]escrito por
EU, G. Rodrigues.
(meu paizito, que orgulho!!!)

[P.S.: eu, Ellen, particularmente acredito que a questão da bandidagem vá um pouco além da carência de empregos e transportes, falta de assistência e tudo o mais. Penso que apesar de grande mortandade a que ficam sujeitos seus integrantes, o real atrativo do tráfico, além da questão financeira em si, está direta e principalmente ligado ao ideário de poder, respeito e status - ainda que o tema me pareça bastante complexo para ser reduzido a esse módico jogo de palavras]


Comentários
43 Comentários

43 comentários :

Igo Araujo disse...

eeeh
gnt como "você" (nós) só existe como número... como pesquisa pra ser colocada em época de eleição. "você" só voltará a ser alguém daqui a dois anos, nas próximas eleiçoes...

té mais
abraços

Marcelo disse...

É. Acho que dar emprego e opção é parte da solução, mas não ela inteira. Numa favela,local sem trfasnporte adequado, sem emprego, sem cultura, sem boas escolas, vivem 100 mil pessoas, dessas pessoas, 100 estão ligadas ao tráfico. As outras 99.900 trabalham, andam de ônibus, pagam imposto e estudam...

Não entendo porque a falta de condição afetou somente aquelas 100 ligadas ao tráfico... Que sejam 1000... Ainda não entendo por que não afetou as outras 99% da localidade.
A questão é muito complexa.
Ainda assim, gostei do texto.
Parabéns.

Homenzinho de Barba Mal feita disse...

Seu pai deveria criar um blog. concordo plenamente com sua visão. Só se fala em povo em época de eleição e só...


http://hdebarbamalfeita.blogspot.com/

Marcel disse...

Com certeza vcs formam uma bela dupla!!!

Moderador disse...

muito bom

parabens

RodrigO [OsBunitãO] disse...

Realmente...
Faço minhas as palavras do marcelo!

Jééh disse...

concordo, muito bom!

PARABÉNS PELO BLOG, Aguardo sua visita: http://menosummaisum.blogspot.com/

sohtralhas disse...

Seu pai tem uma mente muito aberta

gostei dele

:D


http://sohtralhas.net63.net

Cíntia Carvalho disse...

Forte! Crítico!

Tal pai, tal filha?

Gostei do seu espaço. Aconchegante =]

beijin

Jeffisu disse...

Se ficou bom? Não, não ficou bom... ficou OTIMO!

cara, impressionante...vc falou tudo o que EU tbm penso (vc e seu pai, no caso) ;)

parabéns pelo post...

www.cupuladosleprosos.blogspot.com

Lidianne Andrade disse...

poxa, tu escreve muito bem

Morango com leite condensado disse...

Olá!!!Tdo bem?

Tô passando pra desejar um excelente FDS e avisar que tem um selo pra vc no meu blog...

Bjos

Didi - Conquistadores disse...

Que excelente texto . Ele escreveu toda a verdade. Principalmente sobre o transposte público. Eu mesmo sofro com isso. Acordo muito cedo para tentar chegar no horário no serviço e mesmo assim chego atrasado. É um caos.

Airton disse...

eaee
manero o blog

da uma passada no meu dpois se puder

publicidade , cinema e crônicas

http://publicandobr.blogspot.com/

Kamilla disse...

Parabéns pelo seu texto. E Parabéns ao seu pai tbm pelo texto dele. São textos ma-ra-vi-lho-sos!!!

Acho que no Brasil inteiro, falat infra-estrutura, educação de qualidade, saúde. E é nas ruas que as crianças, que futuramente viraram adultos, procuram "oportunidades", e acabam se envolvendo em varias coisas que ñ contribui nada para o crescimento deles.

beijux... ate outra visitinah!!!

Gúh! disse...

este é o Brasil, que medo do que virá para o futuro desse país

vinicius disse...

mt bem escrito e com opinião forte! Parabéns!

passa lá

http://som10.blogspot.com/

Fábio Flora disse...

A cidade do Rio precisa de mais metrô urgentemente. Caso contrário, logo, logo não conseguiremos sair do lugar.

Henrique Junqueira disse...

Muito bom o texto!!!Infelizmente este é o Brasil,dah medo pensar em como será o futuro deste país.

http://footballclube.blogspot.com/

Thiago Damião disse...

É complicada a situação, sermos taxado por números, mas se for a coisa não é bem assim, se você não se taxa por número, o que os outros pensam pouco importa
um abraço

thiagaun disse...

eu axo ki vc pensa d mais

Leite Moça disse...

isso é tem sido cada vez mais comum. hoje mesmo li sobre o ator Fábio Assunção que vai ter de deixar de gravar pra se tratar do vício de cocaína. Já tive exemplos muito tristes em família e esse é o tipo de coisa que destrói tudo por onde passa.

mas rejeitar e ignorar nunca foram a melhor solução

Felipe Fergon disse...

Texto legal, de fato estamos sendo "numerizados" cada vez mais, parabéns pelo blog!

http://felipefergon.blogspot.com

Claudemir disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Claudemir disse...

Parabéns ao seu pai pelo post...agora esse assunto é muito complexo, mas em regra geral o povo só é lembrado em "épocas especiais".

maricotO disse...

Ah adorei seu pai! rsrs
Muito inteligente(nao ache melhor palavra) ele..
mas o tema é realmente complicado, e as soluções talvez não, ams são incertas..

Seu texto tbm é interessante e mais abstrativo ainda...pensar nessas coisas traz em mim irritação às vezes...
Será q fazer o que estiver a altura e lutar por VC, não é a melhor saída?! deve ser...

Parabéns pelo blog

diego leal disse...

gostei de sua visão.

Euzer Lopes disse...

Mas eu tenho certeza que pessoas como você são capazes de reparar a cor das casas e prédios que passam pelos seus olhos quando está espremida num ônibus lotado.
Pessoas como você acompanham, neste mesmo ônibus lotado, o desenvolvimento da reforma naquela casa humilde.
Pessoas como você mergulham em seus próprios pensamentos e procuram aprimorar atitudes e comportamentos.
Pessoas como você devem ter um blog tão gostoso de ler como o seu.
Mas poucas pessoas têm um pai como você tem.

Euzer Lopes disse...

Agora, volte ao meu blog e comente meu texto...
Por favor.
Quero saber sua opinião. Afinal, escrevendo do jeito que você escreve, gostaria de saber o que achou daquilo.

Trujillo disse...

Texto delicioso de ser lido. Realidade, de fato. Mas com leveza. Amadurecido. Simples e complexo. Lerei mais vezes. A escolhas das palavras esta otima!
Abrcs

Guilherme Santos disse...

mais um excelente texto seu
parabens

TheoMoura disse...

Papai ?
Nossa q Tudo, Bela abordagem

Marcel disse...

Seu blog é excelente. Tem razão do seu pai estar orgulhoso.

Já comentei aqui antes, porque assinei os feeds. Parabéns pelo selo! Até o próximo post!

www.dull-flame.blogspot.com

Jim disse...

aplaudam o "prefeito da zona oeste"

fim da aprovação automática? ele já falou que não vai acabar com os ciclos


bilhete único? falou que em dois anos se inicia, e enquanto isso criará licitações para con$trução de pequeno$ terminai$

UPAs 24h? Um médico por especialidade.




aplaudam com mais força o "Prefeito da Zona Oeste"

Márcio Daniel Ramos disse...

a zona oeste, pelo que fui informado, foi decisiva para a vitoria do Eduardo Paes. os representantes dessa zona do rio tem que cobrar do novo prefeito ações públicas eficientes.

DANIEL BP disse...

Gostei do blog e gostei também do post.Meus parabéns!

Beatriz Paz disse...

A situação é realmente calamitosa. Muito mais que empregos, é necessário investir principalmente em educação, afinal, só por ela faremos com que o povo escolha seu candidato de forma consciente. Não adianta o governo promover propagandas educativas. Só se votará realemnte consciente quando for de conhecimento da massa o que se passa no cenário político do país. Eles tentam imputar em nossas cabeças que política é chata e dificil. Ser chata é questão de opinião. Dificil, jamais.
_______________________________
Soletra pra Mim?
Novo post: Nós. Não deixe de ler, e comentar ;)
http://www.soletrapramim.blogspot.com
Obrigada!

┼ Ģℓэн єяเkล! ┼ disse...

Oi, nossa que legal ter um pai assim que participa, e dá opiniões sobre a vida dos filhos ...

Li sua outra postagem também. E o que vc descreveu é a realidade de todos nós! Dura, mas é!

Muito realista seus textos!

Parabéns!

Ótima semana!

iti disse...

cria um blog pro seu pai se expressar.
rsrsrsrsrsrsrs

http://500x100.blogspot.com/

calango azedo disse...

concordo cria um blog pro seu pai

Mahtt disse...

Só depende da educação

Com uma boa educação tudo seria resolvido, simples ^^


Belo post ^^

RodrigO [OsBunitãO] disse...

Fiz um trabalho na igreja no qual entrevistei todos os candidatos a prefeito da minha cidade nesse ano... Todos falaram a mesma coisa, quase chorei com suas histórias sofridas...
Ladainha do caramba!
Ótimo texto parabens!

David Sampaio disse...

Bem forte o texto...
Somos heróis anônimos.

http://davidsampaio.blogspot.com/

Sejam bem-vindos ao facetas!

................TODOS OS TEXTOS DESSE BLOG SÃO AUTORAIS............

Resolvi utilizar este espaço para divulgação de trechos de alguns trabalhos meus... Espero que vocês apreciem. Críticas e comentários serão muito bem-vindos, sobretudo críticas!

Se você já leu o texto acima não fique tímido: fique à vontade para comentar em outras postagens!