terça-feira, 28 de outubro de 2008

Mercado livre

Quanto vale o seu afeto?
Quanto valem as emoções?
Quem dá mais?
Dê seu preço!
Quanto vale a comunhão?

Quantas festas!
companhia
Quantas contas!
solidão
Quanto vale?
Quantos vendem
meu apreço em um leilão?

A ausência
cobranças!
o amigo
distâncias!
o almoço
as cifras!
o presente
importâncias!

Quanto vale?
Quanto vício!
self-service de intenções
virtude
vontade
vanglória
vantagem

Quanto vale a companhia?
afeição indeclinável
sincera
espontânea
impagável?

Mercado
[quanto vale?]
livre
[quanto custa?]
espetáculo
[quantos vendem?]
capital


29/10/2008

Comentários
84 Comentários

84 comentários :

Don Romero disse...

hehehe ficou maneiro :p

Jacopeba disse...

Bem maneiro.....
Gostei........
É uma pergunta que também gostaria de saber.....
"Quanto vale?"
Acho que ninguém sabe....
abraços......

Thiago_ajairon disse...

Passei pra agradecer ao comentário!
Gostei do que escreveu, um modo bonito ao meu ver.

Um forte abraço!




http://ajairon.blogspot.com/

PequenAprendiz disse...

Olá Ellen
Primeiramente queria dizer que enquanto lia, soava como uma canção, isso dá uma bela letra para uma música.
Esse capitalimos devorador, que tudo cobra, invade as relações, os sentimentos e corrompe.
Muito bom mesmo!
Um beijo Srta.

Aline disse...

Tudo tem o seu preço realmente, até o mais abstrato...

Beijos !!!

Finim disse...

PONTE QUE PARTIU,
gostei muito do poema!
Vou dar mais uma olhada no blog, estou pensando em favoritar!

^^

Bjjj, visite o meu tbm!

Benjamim disse...

“O verdadeiro amor existe, encontre no mercado-livre”

A menina pega um
Beija
Larga
Pega outro
Beija
Larga
Pega um terceiro
Beija

Ama

E larga

Pra pegar um outro

Triste tempo do amor descartável


Muito bom seu blog! Parabens!
www.omalucosadio.blogspot.com ou www.rosadepedra.blogspot.com

bob.loco Ah ViDa Eh lOcA mAnO!!! disse...

legal o poema
gostei msmo

abraços

karine disse...

Legal seu blog !
Gotsie dos seus textos,a principio achei que fosse alguma coisa relacionada a cantora Elis Regina,sera que fui a unica? hahahaha
Vou dar uma espiadinha nos outros artigos e dar a minha opiniao.
Estou procurando parcerias para o meu blog,mas somente blogs que tenham alguma coisa a ver com o meu,depois da uma passada se isso te interessar e a gente troca links.

beijooo

rosangela disse...

tudo oq se faz quer algo em troca .. atenção que deu a um amigo .. hj vc não quer nada .. mas amnhã quando não estiver bem é a lele que vai procurar ... afinal vc se dispos a dar atenção a ele quando ele precisou...

Ouvi isso certa vez .. o seu poema me faz elmbrar .. será que é realmetne assim?
tudo oq fazemos queremos algo em troca.. queremos o nosso pagamento,
seja ele na mesma moeda ou não??

Chato isso!!!
Mas...

Adorei o poema, feflexão .. adoro o seu blog ..

Bjs

18 disse...

Quanto vale o meu comentario?

:)

bom o post.

30 e poucos anos. disse...

Putz ... de novo vc me surpreende !!!

Que coisa mais linda, tocante, pura, forte .... !!!

Quanto vale ? Não tem preço !

Amei amiga.

Posso colocar lá no 30 e poucos anos dando os créditos pra vc?

Kacau disse...

caramba
belo poema,uma verdadeira critica social

venha para nossa festa:

http://messnatural.blogspot.com/

Jaque de Barro´s disse...

Ellen,
não sabe o bem que me proporcionou hj, não sei se lembra mas a pouco fez um comentário no meu blog, e nele continha uma crítica.
Ninguém ainda havia me criticado, a resposta talvez tenha a ver com oque diz em " Mercado livre". As pessoas estão debaixo dos panos, estão no contexto, são apenas fantoxes de quem as queira assim.
E o porque das "não-críticas"? estão todos com mascaras, na dança...
((e que o resto fique nas entrelinhas)
PS: bravíssimo pelo Texto!!
Abraços

Jaque de Barro´s disse...

Huauhhuauhahua...
Me desculpa pela indelicadeza!
Muito relevante seus elogios também, é que a crítica foi fora do comum! Fiquei alegrona =p hehehe....
Bj´s

marceloclash disse...

Concordo com os comentários anteriores, realmente lindas as palavras. Parabéns pelo ótimo blog.


http://tchannannan.blogspot.com/

LETÍCIA CASTRO disse...

Poxa, mandou bem, Ellen! Que poesia linda! É, amiga, é tudo questão do vil metal mesmo, a questão é negociar o quanto permitimos que ele influencie.
Beijos!

Filipe disse...

Eu acredito que um dia
haverá um mercado onde se possa comprar de tudo...quando eu falo tudo..eu digo tudo mesmo! até o que hoje o dinheiro não compra...

humor lecal disse...

Quanto vale um comentário ??? rs

Gostei do texto ;)

Benjamim disse...

Obrigado pelos elogios! Vou colocar o link do seu blog na minha coluna "também são bem malucos". Estarei acompanhando. Parabens!

O maluco sadio

Rebeca disse...

ahh que legaaal !!!
gostei,muito criativo :D
sucesso aê

:*

Danilo Cruz disse...

o título ficou foda :P

Andrea Vaz disse...

Adorei o poema! Tem muitas coisas que não têm valor. Parabéns!


Aguardo sua visita:

http://rascunhosdeandreavaz.blogspot.com/2008/10/minilaptops.html

Pcod disse...

Poema lindo e critico


Link LoL

Veiga disse...

já disse isso e repito...

vc escreve mt bem, parabens.

www.trocistas.com

Michel Domenech disse...

Legal o texto, bem bolado, vc escreve mt bem

diego leal disse...

muito bom o que você escreveu.
o glob também é nuito 10.

parabéns!!!

Morango disse...

Belo texto!!! Belo blog!!!

Bjos

Jão disse...

diferente. bem ao estilo do blog...

Don Romero disse...

seu blog eh show!

Thierre Januth disse...

Hum quandoO vale...

Pergunta Dificil

a Minha vale bastante...

Eu Axo

mas todo Mundo tem seu Preço Neh

Vim Fazer uma Visita e Convidar ir lá no Meu xD

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
A vida não pára...
http://thierre-januth.blogspot.com

Saudade De Tu xD

J.F. Marques disse...

Parabéns, você escreve muito bem! E pelo que vejo é bem criativa, gosto de pessoas assim, continue...

Blog está bem bacana, voltarei.

Beijo.

Darth disse...

Parabéns pelo blog!!!!!!

†YaGo-SaN† disse...

quanto sera que vale?
abraços!

http://wallnosekai.blogspot.com/

Luccannus - Jesum Christum est semper! disse...

Muito bonito. Pena que o interesse mova a maior parte das coisas hoje em dia =/

Beijos. Fique com Deus, na Paz.
______________
Passa lá no blog depois, está devidamente atualizado.

Wagner Borella disse...

Bem interessante o paralelo que você traçou.
Parabéns!!!

Wagner Borella

http://wagnerborella.blogspot.com/

rosangela disse...

Oi olha eu de novo.. rsrs

Deixando um bj .. e que vc tenha um dia mara .. maravilhoso.. srsrs

Isso não é cobrado e não tem preço .. pois é um carinho natural .. que vc conquistou e nada tira de vc e ninguem compra .. rsrs

Blog do Camelo disse...

nossa muito bom..

excelente.. se pararmos para pensar é isso mesmo..!!!

seu blo é muito interessante..!!

eu comecei um blog agora em outubro.. é meu primeiro blog, dá uma passadinha lá, dê sua opnião e críticas, serão muito bem vindas..!!

www.canaldesignu.blogspot.com

Bjos Ellen

ThiagoGothai disse...

Seu blog é muito legal, parabéns.

DuDu Magalhães disse...

hum...

Parece-me tão... Confusa!

ou eu que estou, vai saber...


de qlqr forma, não entendi muito bem!


http://www.visaocontraria.blogspot.com/

Junior disse...

prefiro a solidão...

bruno.ganem disse...

Muito bom!

Estou convencido de que os blogs são realmente as principais bibliotecas das maiores obras-primas criadas no séc. XXi

Parabéns,

www.ideiasdoganem.blogspot.com

Inho disse...

Gostei do poema. Ficou interessante a leitura (não ficou aquela leitura chata)gosto de blogs assim como o seu "objetivo" sem textos muitos longos tbm.

LuccasGB® disse...

Olha, eu posso dar uma palavra para esse texto: GENIAL!
Eu achei muito foda!
E olha que não é puxa saquísmo (é assim que escreve? :P)

Abraços!
http://blogtroublemaker.blogspot.com/

Ana Lucia Nicolau disse...

é mesmo...algumas pessoas vinculam a manifestação de seus sentimentos a qualquer tipo de valor...valor emocional, moral, afetivo, financeiro etc.
será que não seria melhor apenas sentir e manifestar o sentimento sem vinculação?

Marcio Sarge disse...

Quanto vale uma manifestação artística desse nível, tão pungente e artística?

Ao meu ver não tem preço.

Beijo.

Popoka disse...

Maneiro,gostei logo de cara kpspks;;

nerdsedentario disse...

Muito bonita essa letra. (:

palavraacida disse...

Escola: R$ 120,00
Aula particular: R$ 50,00
Computador: R$ 2.000,00

Ler os textos da Ellen Regina: não tem preço.

Nem preciso terminar a propaganda né ? kkkk

Ariana disse...

Meu, adorei o poema!
Parabéns!
Vou dar mais uma vasculhada nos posts antigos do seu blog. Gostei daqui! hauhaua

Beeeijos :*

http://www.cogumelosverdes.blogspot.com

Rafael Costa disse...

Tudo tem seu preço.

É simples, mas nem sempre sabe ser pago em veraddeira moeda

Abraços
Rafa

República Mosô disse...

No final não vale nada...
A única coisa que parece que vale é o amor próprio, e olhe lá...

luiz scalercio disse...

bellissimo texto gostei muito prbns
seu blog.

Esconderijo disse...

Instigante seu texto. Gostei mesmo. "Self-service de intenções" foi o trecho que mais me chamou atenção.

Obrigado pelo comentário no meu blog.

http://escondidin.blogspot.com/

Abs>

Fernanda Fernandes Fontes disse...

Nossa...adorei!
Vc diz muito do que penso! As relações estão tão soltas, tão sem apego, carinho, carícias verdadeiras...Parece ser mais fácil descartar os relacionamentos a conviver com as diferenças.

Não quero que seja assim!

Abraços!

douglasfert disse...

Nós e nossas manias de classificar as coisas, precificar as coisas, comparar as coisas e a ilusão de que temos o controle de nos fazer do que nos desagrada e comprar o que necessitamos.


Bom poema.

Karla Hack disse...

Fantástico!
Super inteligente esta jogada do mercado liver..
A crítica do poema é latente nos dias de hoje..
Lembrei da música When you're on top do The wallflowers quando nli o seu texto..
tem um trecho mais ou menos assim: "Eu preciso de alguém que seu preço não tenha sido dado ainda... Mas estão desaparecendo a cada minuto."

;D

bjus

Uriel Gonçalves disse...

só por ter 57 comentários ja da pra dizer, brilhante.

simplesmente isso. Nunca vi um poema tão bem construído sem estar sabendo que o autor era alguem como Alvares de Azevedo, Castro Alves ou Casimiro de Abreu... meus parabéns.

Mesmo que o tema que você usa seja extremamente diferente deles, por estar em épocas diferente e tudo mais.

Leo Pinheiro disse...

Não se quanto vale, mas...

Para todas as outras existe Master Card.

Desculpa a piada. Não resisti. Foi a 1ªcoisa que passou pela minha cabeça :D

Para vc ver como a publicidade e o consumismo estão na nossa cabeça.

Avaliar o custo do imaterial é difícil...

BETO FERNANDES disse...

Prezada Ellen.

Parabéns pelo blog. Muito bom. Texto leve e inteligente mostrando toda sua capacidade em nos deliciar com suas facetas.

Parabéns novamente!!

rosangela disse...

Oi .. olha eu de novo marcando presença ..


Bjs .. e muito muito secesso pra vc..

LADY DARK ANGEL disse...

legal
parabens
vejo q vc faz muito sucesso

RodrigO [OsBunitãO] disse...

Sem palavras!
Muito bonito!
Parabens!
bjãO

Júlio Oliveira disse...

Parabens...

Gostei do seu texto.

Belo Blog.

Sucesso.

Carlos Eduardo disse...

Cada escolha uma renúncia,
tudo está a venda para aqueles que se permitem vender, pois sempre haverá alguém pra comprar.


beijo,

http://putoanonimo.blogspot.com

Paulo Henrique disse...

Muito bom estou refeltindo diante destas palavras
parabéns =D

http://frango-de-bigode.blogspot.com/

Antonoly disse...

O mundo realmente se tornou um grande mercado.

http://blogs.abril.com.br/blogonauta

Barbie Wire Band disse...

Muito foda!!!!!!!!!!!!!!!!!

Popoka disse...

Vendo tudo por 500 mil reias kpskpksps...

Nicolle Longobardi disse...

Olá Ellen!Parabéns pelo lindo blog!Aguardo sua visita!www.memoriesnickchantili.blogspot.com

Wander Veroni disse...

Oi, Ellen!

Muito bom seu texto. Fiquei pensando nisso: quanto vale as nossas emoções, os nossos gostos, o nosso carinho, os nossos gostos? Nem tudo na vida pode ter um preço (econômico), não é mesmo? O título foi no alvo: mercado livre.

Beijão,

=]

-------------------
http://cafecomnoticias.blogspot.com

bruno.ganem disse...

Sem ressentimentos :)

Biel, o Bardo disse...

as dúvidas e sempre a vontade de "precificar", estipular valores materiais a esses nossos méritos. Uma busca de reconhecimento talvez, ou então uma tentativa de medir com o que vamos nos preocupar mais ou o que precisa de mais "investimento"

Lily Bandeira disse...

Muito bom mesmo...

Parabéns!

Thomaz Ribeiro disse...

De fato, quase tudo está à venda.

Wander Veroni disse...

Oi, Ellen! Indiquei seu blog para ganhar um selo inédito confeccionado pelo Café com Notícias! Passe lá e peque seu presente!

Abraço,

=]

-------------------
http://cafecomnoticias.blogspot.com

karine luadek disse...

amei o blog... muito bom!
o material, o sentimento à venda...
bom d+
bjus ;***

All3X disse...

Esse está super comentado, mas também, ficou ótimo...
Muito criativa á idéia. Num mundo onde tudo está relacionado a cifras, veio a calhar o texto.
Valeu, All3X

karine luadek disse...

http://sublimarerecalcar.blogspot.com/
blog recém postado

Clóvis sivolC disse...

Quanto vale o jogo?
quanto vale o amor?
quanto vale então fazer das tripas coração?
adorei o o posts
Kisses

Mr. e Mrs. Ironia disse...

E tudo tem um preço [mas nem tudo pecuniariamente falando], mas tem.
Ironia do destino: nem sempre se pode pagá-lo...

Fernanda disse...

Show de bola!

Tio Sam disse...

Caramba,gostei mesmo do texto hein.
Apesar de que soa mais a musica do que poema rsrsrs.

WWW.MERCADOZETS.COM.BR disse...

MELHOR SITE DE VENDAS http://www.mercadozets.com.br/

VENDE DE TUDO



VENDE DE TUDO TEM BERÇO ELETRONICOS CELULARES TV NOTEBOOK BIJOUTERIAS CAMPING CELULARES COSMETICOS ESPORTE E SAUDE ESTETICA E BELEZA FERRAMENTAS GAMES E LAZER INFORMATICA MUSICAIS LIVROS PAPELARIA PERFUME PET SHOP VEICULOS MOTORISADO COMPUTADOR ACESSORIOS PARA CARROS BRINQUEDOS ARTIGOS INFANTIS E MUITO MAIS

Sejam bem-vindos ao facetas!

................TODOS OS TEXTOS DESSE BLOG SÃO AUTORAIS............

Resolvi utilizar este espaço para divulgação de trechos de alguns trabalhos meus... Espero que vocês apreciem. Críticas e comentários serão muito bem-vindos, sobretudo críticas!

Se você já leu o texto acima não fique tímido: fique à vontade para comentar em outras postagens!