domingo, 12 de outubro de 2008

O pedestal da solidão

[esse texto não é extamente novo... já estava publicado neste blog,
aliás foi um dos primeiros, porém quase não recebeu comentários porque esteve perdido no meio de outras postagens...
resolvi up'á-lo' por enquanto, por que minha inspiração saiu para passear
e acabou se perdendo no caminho...]

Nunca me senti à vontade em aniversários e festas comemorativas do gênero, apesar da agradável presença de amigos e entes muito queridos. Na lógica irônica da vida, a proximidade de pessoas tão queridas põe em evidência minha solidão.


A solidão em seu pedestal é uma tirana.
A solidão em seu pedestal preenche-me de seu vazio sincero
e (quando conseguimos compreendê-lo) sábio.
A solidão em seu pedestal às vezes me aborrece.

Não que eu não deseje desejá-la, embora invariavelmente o faça.
Mas a alegre presença de amigos e entes queridos põe em evidência minha solidão
quando desejo ficar eternamente na companhia daqueles que, eu sei, só vieram para o jantar.

Só recentemente pude compreender a intensidade disso.
Foi o princípio de um reencontro.
Enfim restaurei minha paz...




19/08/08


Comentários
17 Comentários

17 comentários :

Karina disse...

É interessante... eu penso o contrário nessas datas... penso que passo o tempo todo achando que estou só quando tenho muitas pessoas ao meu redor que realmente gostam de mim e fariam um gesto qualquer para me alegrar. E isso sem que eu lhes ofereça nada, bastando deixá-las se aproximarem... E acho que qualquer um consegue essa mágica, basta deixar acontecer!

bj

www.chamkli.blogspot.com

30 e poucos anos. disse...

Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa alma
Chico Buarque

Mariana disse...

Oi!! Gostei muito do seu comentário... você soube dizer que sente (sentia) as mesmas coisas que eu mas de forma diferente do que os outros comentários disseram.

Eu também gostei muito do seu poema. E é realmente isso: "Mas a alegre presença de amigos e entes queridos põe em evidência minha solidão quando desejo ficar eternamente na companhia daqueles que, eu sei,
só vieram para o jantar."

Vou visitar o seu blog mais vezes, gostei dele!
Beijão

Mariana disse...

Tudo que vc escreveu me fez ME ENTENDER MELHOR.
Me senti muito parecida com vc naquele comentário... acho que temos isso em comum!

Tbm adorei te conhecer. Visitarei seu blog mais vezes!

Beijos

Jônatas Santos disse...

AS vezes me sinto exatamente assim, parece que mesmo no meio de uma multidao de gente que nos ama ou que a gente ama, eu me sinto como se estivesse sozinho em um quarto escuro. Mas as vezes eu sinto paz, a paz de sabe que uma hora isso passa e a gente descobre que nao estamos sozinhos, ou se estamos, sempre aparecera alguem pra nos socorrer.


Brigaado pela visita lah, me senti honraaado rs
e "por nada", gosto de incentivar o que e bom. E quero ter em maos um livro em seu em breve.
Grande beijo. Otimo sabado

DANY Z... disse...

Também não me sinto muito a vontade em festas ou qualquer tipo de comemoração... Os dias em que não tem ninguém, parece que são os momentos que me sinto mais livre... Amo estar na presença de alguns amigos, no entanto, ainda assim gosto muito de estar sozinha... Parabéns pelo texto e pelo blog.

Um ótimo domingo.

Abraços,

Dany Z.

www.danyziroldo.blogspot.com

Jéssica disse...

Eu sinto exatamente o mesmo em datas desse gênero. E é estranho, pq em qualquer outra ocasião, agiria com espontaneidade, apenas com um ou dois deles.
Mas quando todos se reunem algo em mim se fecha, e parece que eu deixo transparecer a minha solidão. O que pra mim é péssimo, afina ninguém conhece muito esse meu lado... enfim!

beijos.
http://tudoalheio.blogspot.com/

Prolixo Lacônico disse...

Solidao é apreciada por muitos e depravada por muitos também...

ficou muito bom o texto!

quando puder, acaei de postar...
www.prolixo.com

Blog da Paulinha disse...

Para mim a solidão é uma escola e também uma escolha. Se for assim ela não dói, ensina. Virei leitora. Bj

30 e poucos anos. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
30 e poucos anos. disse...

Olá querida ... passa no link abaixo que tem um selo pra vc.

http://algunstrintaanos.blogspot.com/2008/10/blog-de-ouro.html#links

Thomaz Ribeiro disse...

Bom texto. A solidão é fruto das escolhas da humanidade, em breve não será absurdo conceber um mundo com 7 bilhões de solitários. Parabéns.
P.S - Gostaria muito de falar em parceria com você. O que acha? Aguardo resposta.

luis bueno disse...

Solidão é a falta de mim....a procura do "eu" nos outros. Existem as frases medicinais que curam tudo, como: "se vc se basta, solidão não sente". Mentira. Todos somos humanos, e duvido que até Narciso não se sentiu só. Mas a solidão de que vc fala, como aquela que quer a companhia eterna de quem veio só pra jantar, é a solidão suave da ausência...uma saudade doce do futuro, que nem se despede e já marca o próximo encontro. Solidão mesmo é aquela que lacrimeja os olhos, que vai à cozinha procurar faca, cortar veias. Aquela que pensa: mais coragem tem um suicida! Solidão é um monstro enorme encarnado na alma. Um beijo, Ellen.

luis bueno disse...

Ah, meu blog: http://carlosbueno.zip.net/

Petsha disse...

Realmente, você disse tudo sobre reuniões em um único texto. É complicado a gente se reunir com muitas pessoas de uma vez só, parece que as pessoas começam a conversar entre si e te arrancam do contexto...

muito bom o blog!

Lady of Roses disse...

Bom, eu achei muito legal ver que há uma pessoa que pensa quase igual à mim, eu às vezes me sinto muito alheia a tudo, parece aquelas novelas espíritas em que o cara morre e não se conforma, saca?
Todo mundo ali felz e só eu de fora, sem poder participar sendo afastada por uma bolha que eu não sei se está em mim ou neles.
Geralmente o que eu sinto é assim, eu vejo as pessoas cantando Parábens e tudo o mais e eu fico triste por que é tudo tão efêmero e passageiro, aquelas pessoas sorriem sem saber que daqui cinco minutos vão chorar.
Além de sempre me sentir tão idiota nesses momentos, eu acho tudo meio idiota mesmo, talvez por saber que é tudo tão passageiro, mas é claro, não é por isso que vamos deixar de aproveitar a vida.

Gostei muito do seu blog, comenta no meu depois!
Bjoooo "=^.^="

Dário Souza disse...

Tbm não me sinto muito bem em comemorações sempre me sinto desbocado dos demais.

Sejam bem-vindos ao facetas!

................TODOS OS TEXTOS DESSE BLOG SÃO AUTORAIS............

Resolvi utilizar este espaço para divulgação de trechos de alguns trabalhos meus... Espero que vocês apreciem. Críticas e comentários serão muito bem-vindos, sobretudo críticas!

Se você já leu o texto acima não fique tímido: fique à vontade para comentar em outras postagens!