domingo, 14 de setembro de 2008

A verdade e a vaidade

A verdade é uma velha amiga da vaidade. Muito útil, quando a nosso favor. Muita verdade, é uma armadilha. Toda verdade, é um ponto de vista. Toda a verdade, é uma utopia.

A verdade é sedutora, se somos nós a ter razão. E razão é como bunda. Cada pessoa tem a sua (graças a Deus!) e quanto maior e mais firme mais beleza aparenta. A razão é como dinheiro. Se não temos a gente disfarça. Se temos, que o mundo o saiba. Se não souber, a gente demonstra. Porque toda razão é um triunfo. E muita razão, um esconderijo. A razão é relativa, um pedaço, do todo, da verdade. Um simples conceito que nutre e conforta a nossa vaidade.

Pobres daqueles caçadores da verdade que andam em círculos procuram o óbvio e pensam que ter verdade é ter razão. Palmas à barbárie da vaidade. À super-importância de si mesmo e na busca incessante da razão quem sabe descobriremos por que a anuência e o coro de vozes alheias exercem tanto poder sobre nossos anseios.

Talvez a razão seja para os outros. Talvez a verdade seja para nós. Tanto faz para mim (mas não para a minha vaidade). Que sabe, a razão e a verdade não deixam de ser uma forma de domínio.

28/08/08
Comentários
61 Comentários

61 comentários :

30 e poucos anos. disse...

Ótimas verdades ditas em verso e prosa ... muito bem, gostei


http://algunstrintaanos.blogspot.com/

Hugo Bessa disse...

Seus textos são lindos.
E a foto que ilustra o blog é forte e belíssima.
parabéns.

http://episodiosemserie.blogspot.com/

sonic1988 disse...

parabens pelo belo texto, realmente me fez refletir. vou ler os outros posts agora hehe! beijos!

Homenzinho de Barba Mal feita disse...

Adorei a ligação que você fez com a razão e a bunda...
Belo texto!!!

mateusbonez disse...

ótimo texto ;DD
Espero sua visita, ta atualizadinho :D

http://tiomah.blogspot.com/

Rodrigo disse...

Seus textos são realmente fascinantes !

HoneyBee disse...

Amiga, escrevi um texto que acho que você vai gostar, o título do post é "Nos embalos de sábado a noite".

Me arrisquei a falar menos do tempo e escrever um texto, efetivamente.

Rodrigo Moreira disse...

Nossa, muito bom esse poema. Gostei pra caramba. E apesar de "pinkaço", o layout está legal - e o reloginho não é horroroso.

Rodrigo Moreira disse...

Muito bom, o poema. Gostei pra caramba.

E, apesar de "pinkaço", o layout está legal sim - e o reloginho não é horrível.

Marta disse...

Olá,

Gostei muito do seu texto. É verdade pura, talvez até um pouco de vaidade tb! ; )

Sem brincadeiras, continue escrevendo e nos agraciando com esses lindos poemas.

Um abraço

http://martateixeira.spaces.live.com

Fernando Gontijo disse...

Você tem razão
rsrs
adorei o post
\o/

Stanley Marques disse...

Puxa, que texto!! Você nos conduz de uma maneira que refletimos ao passo que lemos cada palavra, cada estrofe. Muito, muito bom!

passa lá:
www.antologiaracional.com
parceria?
espero sua visita!
abraços!

Diom disse...

Sendo bem franco: não gostei. Não por causa do conteúdo em si, mas da forma. Não é poético. Parece um texto recortado e colocado aos pedaços para parecer um poema. Não tem ritmo. Poesia não é só ir colocando os pedacinhos um em cada linha. Precisa de trabalho estético. Se não, é melhor escrever em prosa do que arriscar um pseudo-poema.

Reyd disse...

Belo texto, apesar de ter lido somente o começo XD, não gosto muito de posts grandes, mas esse dai ta bem feito ^^

http://chaosreyd.blogspot.com/

Bruninhoo Lemon' disse...

nossa, adorei esse texto!
com certeza faz todos refletirem...

dá uma passada no meu também? ;D
www.bruninhoolemon.blogspot.com

Obrigado.
Abraço ;*

Thierre Januth disse...

Parabens.. Adorei o Post..

Vim Fazer so Umaa Visita

Boa Semana para Vc

Ombudsman Poético disse...

Obrigada pela visita, volte sempre que quiser, as portas estarão abertas!
Adorei os seus textos,principalmente "Pronomes Possessivos", muito bom!
mas para escapar da cópia, perigo que sofremos com blogs literários autorais, sugiro que coloque um script anti-cópia, basta procurar no google e seguir as instruções!

ps: dica de anta para anta rs

www.universoeprosaliterario.blogspot.com

=) Festa das Cores disse...

Olá!!!
otimoooo como sempre!
amei as comparaçoes...
faz a gente pensar o que esta pensando!!
otima semana pra voce! Abraço
Lê =)


http://lefamily.blog.terra.com.br/

Martinha disse...

Gostei do seu blog! Bem interessante!

Miss K disse...

Adorei o texto!
e o blog tbm!
bjos!

Inutilidades disse...

É clichê dizer isso, mas o texto é muito bom.

rosangela disse...

Já ouvi uma frase assim ..

mentira de hj pode ser a verdade de amanhã.

cada um tem a sua verdade, e isso que quer dizer que estamos todos errados..

rsrs

quem sabe a verdadeira verdade?
a razão do outro não é a sua!
a vaidade, quando exagerada, corrompe a razão e a verdade!!

30 e poucos anos. disse...

de volta aqui ... ótimo texto...cada dia da pra notar uma nuance diferente.

Jonatas Fróes disse...

Não curti muito o poema, talvez porque tenha achado ele mais parecido com uma prosa. Não tem musicalidade ou ritmo... Faltou um pouco disso. Mas o tema em si está bem descrito ^^

;*

Musikaholic

Felipe disse...

Nossa

mtooo bom

um texto q faz vc parar e refletir

Taah afim de parceria?

http://mundop-o-p.blogspot.com

Tatiana C. Mendes disse...

A razão o é por si própria, e só. Porém é relativa. Tal qual a verdade. Aqueles que muito buscam razão, é fato, vaidosos o são, ou se tornam... O melhor é deixar a relatividade nos cercear, horas disso, outras mais daquilo. Afinal, algumas palavras em essência são indefiníveis, e neste texto nos deparamos com três destas.

Abraços,
Tatiana C.

http://tanaboca-dopovo.blogspot.com/

Jonatas Fróes disse...

Agora sim! Ficou bem melhor ^^

;*

Musikaholic

Martinha disse...

obrigada regina, seu blog é super legal e interessantes.

Daniele V. disse...

Sao facas de dois gumes esses atributos do cotidiano.
Muito obrigada pelos selos. A senhortita visita meu blog hah qnto tempo hein? Nao me recordo dxe tê-la visto por lá. Abraços.

Flá Absolut disse...

Muito, mas muito inteligente o texto

parabéns

Leonardo disse...

Adorei o texto...
Gostei do blog também...

Abraços!

Fabiano Fusaro disse...

É verdade!

parabéns pelo trabalho, cada vez mais escasso em um mundo em que mulheres frutas são consideradas "cultura"


http://rockmundo.blogspot.com

Lidianne Andrade disse...

muito boas as comparações
amei!
beijos!

Tania Montandon disse...

Não acredito em verdades absolutas, só em versões. Sempre existirão pelo menos três verdades: a sua, a minha e a verdadeira. Esse assunto é muito interessante!

beijos

Lidianne Andrade disse...

eu de novo
amei mais uma vez!

Net Esportes disse...

impressionante a forma como escreve, sem dúvida um excelente texto..........

Fabíola Oliveira disse...

Eu, simplesmente, amo escrever e para tem esse fetiche como eu, nada melhor que ler alguém dizendo que é seu fã. Muito obrigada. Isso é uma força para eu continuar escrevendo. SE algum dia, tiver alguma crítica a fazer sobre alguns dos meus textos, sinta-se à vontade. Afinal, é sempre bom ouvir opinião de quem curte nosso trabalho. Mais uma vez, muito obrigada. Tchau

Luis Otavio disse...

belos textos voce faz
esta de parabens

http://nalinhadefundo.blogspot.com

GUILHERME PIÃO disse...

Concordo plenamente.
Gostei do jeito que escreveu, parabéns.
Abraços

Tania Montandon disse...

Você escreve bem! Vá em frente!

beijos

Blog@Dois disse...

Fantástico. Um tapa para quem se acha o dono da verdade, já que a linha entre verdade e crueldade é tênue e muito fácil de ultrapassar.

Aline disse...

Adorei...bem criativa!

Beijuss

http://line-sweet-home.zip.net/

Junior disse...

tens razão...
=P
também gostei do seu blog viu!
;*
-Jr

Lari disse...

Eu queria ter razão, ou verdade? Bem, queria que a minha razão fosse verdade!

Muito bom! Parabéns!

www.lari-landia.blogspot.com

Beejo*

Levi Ventura disse...

Visão interessante.
Gostei das ilustrações que usou da bunda e do dinheiro.
Muito Bom! Parabéns

Lua disse...

sou da mesma opinião: cada um tem a sua verdade e elas podem ser parecidas, mas nunca iguais.
Gostei muito deste texto, depois vou dar outra passada, pra ler os outros.

Tatiana C. Mendes disse...

Novamente estou aqui no seu blog para comentar... Acho que é coisa do destino, devo ter que ler muito acerca do tema... Confesso que sou vaidosa, um pouco teimosa, e como qualquer ser comum, adoro ser dona da verdade... mesmo sabendo que ninguém a têm, poucos talvez detenham, mas nem assim...

É... Preciso mudar, crescer, aprender... e me controlar mais.

Beijos!!!

Anônimo disse...

Muito bom seu texto, lendo seu texto consegui fazer uma viagem ao meu eu, fiz uma reflexão sobre o meu cotidiano, e vejo que ainda tenho muito a aprender.

Dedique-se ao seu blog pois temos muito a aprendre com ele.

Abraços

Rubens Correia
www.blogdorubinho.cjb.net

Josi Puchalski Sousa disse...

Texto muito inteligente, gostei muito. Aparecerei sempre por aqui! Parabéns pelo blog!!

;-)

Aparece lá: http://minhasmisturas.blogspot.com/

Beijo!

Marcelo disse...

A metáfora da razão com a bunda ficou um primor.. rs
Quem falou isso tecnincamente foi um filósofo chamado Willian James, acho que você vai gostar dela. Dê uma olhada no Google.

Thierre Januth disse...

Como ja Postei anteriormente...

Hoje vim So

Desejar Uma Boa Semana

Que Deus Possa estar ContigoO sempre...

bjao

Fuiz

www.thierre-januth.blogspot.com║█

Beça disse...

...
Continuo tirando o chapéu...

*.*Allegr!a*.* disse...

Como diria Quintana...

A mentira é a verdade que esqueceu de acontecer.

Gostei daqui, volte ao Pa╚avras quando quiser.

Karla Nazareth disse...

como dizia Nietzsche, verdades são mais perigosas do que mentiras.

Fernando Souza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Prolixo Lacônico disse...

muito bom o texto...como na maiora dos seus...
Realmente, eu acho q a verdade e a vaidade andam juntas...

quando puder iria gostar muito que fosse no me blog...

balrog/mamoru disse...

otimossss texto.
mas eu acho a verdade tera um significado diferente pra cada um q a busca
nem sempre tão ruim
XD

Heitor disse...

muito bem pensado,parabéns,aceita parceria?
www.humoremvideo.blogspot.com

Daniel Paquetá disse...

Busca da verdade, busca da vaidade. Buscas da conveniênica...

Pedro453dm@hotmail.com disse...

gostei muito!

lembrei do caetano...mas ficou faltando aquele "ou não" no final de um longo raciocínio.

greatdj disse...

Sempre queremos ter razão no ponto de vista.
Se é certo ou não, não sou eu que vou julgar.
Acho engraçado a maneira que queremos ser sempre os corretos, nunca erramos.
Mas uma coisa será unanime, ótimo texto.

Sejam bem-vindos ao facetas!

................TODOS OS TEXTOS DESSE BLOG SÃO AUTORAIS............

Resolvi utilizar este espaço para divulgação de trechos de alguns trabalhos meus... Espero que vocês apreciem. Críticas e comentários serão muito bem-vindos, sobretudo críticas!

Se você já leu o texto acima não fique tímido: fique à vontade para comentar em outras postagens!