quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Dostoievski e outros clássicos

Sempre tive talento para gostar do incomum. Quando criança chamavam-me “do contra”. Não que de fato eu só quisesse contrariar mas as pessoas às vezes preferiam dar rótulos a quem não fosse igual a elas.

Tinha e tenho meus gostos, independente da moda ou do que diz o “Fantástico” e assim também o era na literatura. Não saberia estimar o número de livros que já li. Muitos. Muitos mesmo. A maioria do tipo que ninguém em sã consciência se interessaria por livre e espontânea vontade [filósofos, sociólogos, lingüistas, psicólogos, juristas, religiosos, educadores, anarquistas...].

Por conta disso poucas vezes pude participar de rodas literárias ou eventos do gênero sob risco de apedrejamento. Minha leitura vasta, não-direcionada, tornava [torna até hoje] impossível discutir Shakespeare, Tolstoi ou Jane Austen. Cecília Meireles? Nunca li na vida! E ao falar sobre os livros de que gostava e não raro ouvia um “o quê, heim?!” ou um simplório “putz! que assunto mais chato!”. Exceções eram o Machado, que ‘todos’ conhecem o nome, e o Drummond, que ‘muitos’ conhecem a obra.

Visando amenizar um pouco desse problema no início de 2008 decidi aprender mais sobre os grandes gênios da literatura e em parte das horas vagas dediquei-me a esse ofício.

Aos poucos fui comprando um livro aqui e outro ali. Tudo bem que vez ou outra escorregava em meus propósitos, porque apesar de ser meu gênero favorito ninguém vive só de romance [pelo menos não eu!].

Não sei se preciso dizer o quanto sou crítica, mas lendo Dostoievski, um dos autores cujas obras ainda desconhecia foi impossível não fazer eco aos elogios - e logo eu que sempre tive receio de ecos por não deixar clara a intenção e origem das vozes... Irônico, não?

De clássico em clássico estou expandindo os conhecimentos sobre esse mundo tão vasto e complexo que é o literário. Sinto que preciso aprender mais sobre os grandes autores, às vezes até penso em voltar à faculdade e cursar letras! Mas então a realidade cai sobre minha cabeça como um balde de água fria...

- ACORDA, Menina! Você precisa trabalhar, dar um futuro ao seu filho, ganhar dinheiro!

Ops! Atrasada de novo... [esse negócio de ficar sonhando é foda!].

Comentários
31 Comentários

31 comentários :

Marcel disse...

Devanear é mesmo foda.
Tenho um "abismo" literário no meu histórico... que eu tento preencher com prazer, aos poucos.
Um dos poucos momentos que eu, reconhecidamente, estou feliz é quando acabo de ler um livro (bom).

Marcel disse...

Obrigado pelos votos, acabei de lê-los. 2008 foi muito digno, um dos mais intensos da minha curta vida... me deixou a certeza de que nunca vou esquecê-lo.

O livro é fantástico, espero que você também goste.

Para vc também, um ótimo 2009!!! Muitas realizações e posts!

vitor Marques disse...

hehe o blog ta perfeito apesar dele tar meio lento pra carregar

A'ZaF disse...

Ler é bom demais...eu costumava ler clássicos mas parei porque percebi que já estava se tornando cansativo, não era aquilo que eu queria...queria coisa nova

Agora gasto duzentos reais por mês só com livro, mas vale a pena...meus pais me chamam de doido, meus amigos de sequelado, mas eu viajo quando leio então o investimento vale a pena.

Abraço moça

http://paranoiaelucidez.blogspot.com/

Srta. Casemiro disse...

Sinceramente? Nunca passei pelo seu blog, mas já me simpatizo por ele... parabens, devanear é uma arte seja com livros, musica ou qualquer coisa q te faça alçar voo (com ou sem ^, eita reforma ortografica q confundi)
otimo 2009 pra vc

Sampaiorama disse...

Ler transforma, iludi, faz sonhar, aprender, viver intensamente aquilo que jamais vivemos. Otimo seu blog, vou passar a acompanhar e linkar no meu se assim permitir. Otimo 2009 e 2010 e 2123

K.Rafael disse...

Tu era mal vista pq lia imagina quem não lê e ainda dizia que teus assuntos eram chatos... ¬¬

Pelo menos vc está naquela porcentagem de brasileiros que lêem!

ED CAVALCANTE disse...

Quando vi o banner do seu blog, pensei que fosse a Maisa (rsss). Blog com conteúdo, isso é difícil. Essa coisa da literatura depende muito da formação da pessoa. Quem não lê muito desde pequeno, tem dificuldades em assimilar essa prática. Desconheço Dostoieviski, não li nada de forma criteriosa, quero dizer, mas sei que meu encontro com ele está marcado faz tempo! kkk

Bruninho disse...

ASOkasokasosk ... num pareçe mais eu ri por causa das ultimas frases ... rsrs


bom blog


visite-> www.xisde-xd.com

Sampaiorama disse...

kkk....O video do meu blog, num foi serio naum, foi pra ser escraxado mesmo..kkkk. E o "gatinho do video, é o meu cabelo que tinha acabado de ser cortado.

jacquelineviana disse...

Interessante o seu texto. Parabéns pela curiosidade de ler autores menos comentados, mas não menos importantes. Como já foi dito em outro comentário, e uma grande parcela dos brasileiros que não conhecem nem os autores clássicos! A não ser que a história seja adaptada para seralguma nova minisérie da Globo...

Dinah Cardozo disse...

Poxa, como me encanto com a obra de Dostoievski e tantos outros clássicos. Não vou negar que eles foram meus atrativos para a literatura. Mas assim como você se interessou por expandir sua leitura para os clássicos eu também me interessei pelos demais. E eis que julgo a literatura uma das minhas maiores conquistas. Quanto conhecimento adquiri por ela! Precisamos de ler. Não, não há necessidade de ser fanático pela leitura, mas fugir da visão de que ler é chato (claro que isso depende da leitura; poderia listar muitas leituras insuportáveis!).

Parabéns pelo blog. Parabéns por fazer da internet uma fonte de informação de qualidade.

Janes William disse...

Oi, Ellen!
Mto obrigado por comentar em meu blog! (embora tenha escolhido justo uma das piores postagens :)))
Sonhar faz bem. Vc é uma pessoa inteligente e capaz de saber o momento certo em que cada sonho deve ser transformado em projeto. Pé no chão, e se vc realmente deseja entrar numa facul pra se aprofundar naquilo que é sua paixão, vá em frente!
Feliz 2009 com a graça de Deus!
J.W.

Homenzinho de Barba Mal feita disse...

Atualmente estou acompanhando as obras de Nietzchie, mas sou bastante eclético em relação a livros.
Gosto muito de romance espiríta, apesar de fazer muito tempo que não leio nada nessa linha.
Literatura eu conheço muito pouco, preferia poesia, mas agora que li Memórias Póstumas de Brás Cubas, me interessei mais.
Mas a minha grande paixão é a filosofia. No penúltimo semestre da facul, enquanto meus colegas de sala liam o conceito Marketing, eu lia Voltaire, muitos diziam que eu estava no curso errado, mas mesmo assim eu me formei em Marketing...rsrs

Fernanda Santiago Valente disse...

Assim como você amo ler. Na minha adolescência li muitos livros filosóficos. Amo os clássicos e as peças de Shakespeare já li quase todas, senão, todas. Amo Clarisse, amo Machado... ultimamente tenho lido livros de psicologia. Ler vicia e faz bem. Semana passada li o "Código da Inteligência", do Augusto Cury. Gosto muitos de assuntos relacionados a comportamento.
Dê dicas de livros que leu e gostou.

um grande abraço!

Bruninho disse...

Disculpe mais tenho q repetir comentario nesse post .. asokasokasoks

blog ta show ... tirando a janelina de recurso indisponivel q apareçe toda hora .. kkk

visite-> www.xisde-xd.com

Homenzinho de Barba Mal feita disse...

O que eu gosto da obra do Machado é a facilidade de interção que ele tem com o leitor.
O Rafael Cortez do programa CQC, gravou três audio-livros do Machado de Assis: Memórias Póstumas de Brás Cubas, O Alienista e Dom Casmurro.
Referente ao Dom Casmurro, eu ainda não tive a oportinudade de ler, mas gostei da adptação que a Globo fez da obra. O aura do tearro que ficou fantástico, eu gostei muito, apesar que o Jorge Fernando, não quis segui a risca o livro do Machado.
Mas mesmo assim foi uma obra que merece ser vista!!!

d3monz disse...

Triste mesmo ter de desistir de algo que se gosta por causa da realidade dura e cinza do mundo. Mas não deixe de ler, nem de sonhar. Só assim pra vc suportar a aspereza dos 'fatores externos'.

Gostei do blog. \o

Marcio disse...

Oi meu anjo!


Me desculpa o desaparecimento, estou sem internet e está complicado acessar.

Tenho que dizer que você é bem diferente mesmo. Nada contra suas leituras mas descobrir que certos clássicos só agora é quase um crime, espero que não venha um castigo em seguida.

Adoro Dostó, esse russo sabia escrever. Nem todo clássico eu sou fã mas tenho que me render a ele e que bom que esteja gostando.

Beijos moça, qualquer coisa tem meu e-mail.

Logo volto a ativa.

Marcio disse...

Oi meu anjo!


Me desculpa o desaparecimento, estou sem internet e está complicado acessar.

Tenho que dizer que você é bem diferente mesmo. Nada contra suas leituras mas descobrir que certos clássicos só agora é quase um crime, espero que não venha um castigo em seguida.

Adoro Dostó, esse russo sabia escrever. Nem todo clássico eu sou fã mas tenho que me render a ele e que bom que esteja gostando.

Beijos moça, qualquer coisa tem meu e-mail.

Logo volto a ativa.

Groo disse...

Tenho o mesmo "problema", digamos assim. Meus autores preferidos geralmente levam as pessoas a perguntarem "quem é esse?". Mas tenho minhas leituras de Shakespeare, Goethe ( é um dos "quem?"), Fernando Pessoa e Machadão, claro.

Um baita autor que redescobri é o Lima Barreto. "Triste fim de Policarpo Quaresma" é ótima, mas seus contos e crônicas são ótimos, também. E "Bruzundangas" é sensacional! Recomendo.

Um autor que é muito falado e não descobri ainda ( e já li algumas de suas obras): Jorge Luís Borges. Não consigo penetrar nesse universo.

Quem sabe, um dia, eu consiga...

abs!

Fernando Serra disse...

Na boa... é por essas e outras que odeio ler...
______________________________________
Visite: http://opinenoblog.blogspot.com

A'ZaF disse...

já comentei, vim apenas prestigiar e dizer o quanto eu curto esse blog, aliás preciso de um livro autografado pra minha coleção...onde encontro? *_*

bjOO

blog disse...

Dostô é dos melhores.

Bruninho disse...

Tira essa janelinha de recurso indisponivel .. pelo amor

:x


visite-> www.xisde-xd.com

Wander Veroni disse...

Oi, Ellen!

Admiro muito quem lê porque sente prazer, porque gosta - e não por estar na moda. Faz tempo que não pego um bom livro de romance ou um pensador para ler...ultimamente só tenho lido livros técnicos por conta da pós-graduação. Vou procurar sobre Dostoivski e conhecer mais a obra dele.

Ah, sei que não tenho nada a ver com a sua vida, mas não consigo ficar calado. Fazer faculdade não deve ser encarado como um sonho que não pode ser realizado. Sem querer ser piegas, longe de mim, mas se é o seu sonho, corre atrás e lute.

Tenho certeza que seu filho ficaria orgulhoso de você - e quem sabe, depois (ou durante) essa faculdade você consiga proporcionar uma vida melhor a ele. Mais uma vez peço desculpa por ser evasivo. Só falei isso por que é o que penso. Sei que você tem talento e escreve brilhantemente. E toda vez que venho ao seu blog nem se trata de um visita, mas de um aprendizado.

Abraço e feliz 2009!

Leandro Rocha disse...

Eu sei como é esse lance...
Na escola eu tinha a fama de CDF por adorar ler desde de muito novo.
Lembro que os meus amigos da quinta série encarnavam em mim (aliás, eles ainda lembram disso sempre) por eu ser o garoto que conhecia a biblioteca do colégio quase tão bem quanto a bibliotecária...

Mas, num país onde a cultura é exceção, é bom ser conhecido por fugir do senso comum...

Parabéns a você pelas escolhas.

NaturePlanet disse...

Leia e viva, ou melhor, viaje!!
Mas mesmo assim é bom!

Luiz Fern disse...

LER É TUDO, te transforma e sempre pro bem, pena que são poucos que tem esse magnifico costume, pois tenho certeza que o mundo seria muito diferente se todos lessem, e procurassem entender o que leem...

eu tbm tinha o meu proprio estilo, mas quase fui sugado para a alienação... mas no ultimo instante, acordei pra vida..rsrsrs
nao me interesso no que os outros pensam de mim, sou EU...rsrsrsr

PARABENS PELO BLOG, e desculpa pela demora...rsrsrs

_______
http://pendriveblog.wordpress.com/

iti disse...

ler, é importante,...
mas... eu nem leio
gosto de ler blogs e tals..
mais livros... ñ

Karla Nazareth disse...

Dostoievski me salvou de um mundo apático, mas nunca mais consegui escrever meus livros com vergonha diante da genialidade dele e de outros.

Sejam bem-vindos ao facetas!

................TODOS OS TEXTOS DESSE BLOG SÃO AUTORAIS............

Resolvi utilizar este espaço para divulgação de trechos de alguns trabalhos meus... Espero que vocês apreciem. Críticas e comentários serão muito bem-vindos, sobretudo críticas!

Se você já leu o texto acima não fique tímido: fique à vontade para comentar em outras postagens!